Páginas

Paulo Freire - cidadão do mundo

Ah! Que brasileiro,
Nordestino, pernambucano,
Não só, verdadeiro mensageiro
Humano.

Cidadão do mundo
Que de um modo profundo
Encantou-se pelas palavras,
Ou foram elas que por ele tão bem cultivadas
Já nasceram encantadas!?

Na alfabetização
Propôs uma prática que revolucionou
Pois ia além, era humanização.
E especialmente ele modificou
A maneira de ensinar
Para ele, não só, mas também sinônimo de amar.

Não só no Brasil,
Para jovens e adultos lecionou,
Nunca desistiu,
Por diversos países andou, peregrinou.

Sua marca ficará na História,
A herança freireana,
Por certo, é uma glória
Para a nossa espécie humana.

Grande educador, ilustre professor, sobre você teria,
Sem dúvida, ainda muito que falar,
Mas fica para outra poesia,
Tenho poucas linhas e por aqui vou terminar.
  
Fabiana Cristina Ventura 
-Versão revisada-
(Versão Original - Publicada no livro Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos - vol.62- março 2010)

Nenhum comentário: