Páginas

Seca impensável

Menino Retirante Segurando 
Bauzinho - Cândido Portinari 
Balde que vai ao fundo,
mas no poço não encontra gota da água alguma.
O senhor que não se cansa de olhar para o céu,
esperançoso que a chuva surja.
Ela demora a vir,
as lágrimas não.
E o poço seco,
a garganta seca,
a terra seca.
Oh! Seca impensável!
Olhos sempre fixos no céu.
A esperança que oscila
e que ressurge quando vê
linda ave que no céu brilha.
Meu pensamento com ela voa
ansiando chegar a uma terra
onde a água não seja escassa,
onde a vida tenha graça.

Fabiana Cristina Ventura
(Publicado nos livros: Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos – Vol. 66 - Julho /2010 E Panorama Literário Brasileiro - As melhores poesias de 2010)

Nenhum comentário: