Páginas

Amigo

Chega um tempo em que a gente aprende a sentir
Saudade... Saudade do abraço, do sorriso, do olhar enternecido,
Do semblante nunca esquecido.

Amigo, chega um tempo em que a gente tem que partir,
Tempo em que as lembranças são o sinal do bem vivido,
De todo o caminho contigo percorrido.

Amigo, chega um tempo em que os caminhos se partem, tempo de se despedir,
Em que nalma fica a eterna sensação do carinho construído,
Da sua presença na minha vida, da sua amizade, do nosso sonhar unido.

Amigo, mesmo seguindo por outra direção, é preciso ir...
La lecture - Auguste Renoir
Saiba: é no pulsar do meu coração, anjo querido,
Que você sempre será revivido.

Fabiana Cristina Ventura
(Publicado em: Brasilidades versos do povo da gente - Volume 2 - 2012)

Nenhum comentário: