Páginas

Sensação

Flautista
 Cândido Portinari
Hoje o céu está de um azul tão doce...
O vento vai carregando as nuvens para longe...
Fecho os olhos e sussurro:
- Devagar cada coisa vai para o seu lugar...
Fito o céu outra vez, as nuvens já se foram:
- Aonde?
Na certa para onde precisem mais delas...
Fico pensando... E eu?
Onde é que precisam mais de mim?
Não sei...
Nem quero mais saber...
Volto os olhos ao céu
E num sorriso confidencio ao azul:
- Pessoa estava certo “Sentir é estar distraído”
Às vezes é melhor não pensar...

Fabiana Cristina Ventura

(Publicado em: Livro de Ouro da Poesia Brasileira Contemporânea - Edição 2013)

Nenhum comentário: